R. Dr. João Batista Lobato, 64 - Centro, Itapetininga - SP
(15) 3527-8199

Cidade não registra casos de H1N1 ou H3N2, no entanto Unimed reinstala tenda para atendimentos após aumento em casos de gripe

A Unimed de Itapetininga anunciou nessa quarta-feira, dia 05, que instalou uma nova estrutura móvel para atender pacientes com sintomas respiratórios. A decisão foi tomada após o aumento no número de casos positivos de Influenza e Covid-19 em todo o Brasil. De acordo com a Prefeitura de Itapetininga, a cidade não registrou nenhum caso de H1N1 ou H3N2 em 2021 e nenhum caso foi registrado, até o momento, em 2022. Também não foi registrado, até o momento, nenhum caso da variante Ômicron.

Em 2020, a Unimed havia instalado a tenda para divisão dos atendimentos em uma medida de contingência contra a Covid. Com o avanço da vacinação em 2021, e a diminuição no número de casos positivos de Covid, a Unimed iniciou o processo de desinstalação das estruturas móveis.

Em nota à TVitapê, a prefeitura informou que no Hospital Léo Orsi Bernardes (HLOB), existe um fluxo diferenciado e exclusivo para pessoas que apresentem sintomas respiratórios, justamente para separar do fluxo normal dos atendimentos realizados em unidades de saúde, para não haver mistura de pacientes, uma vez que os sintomas gripais são semelhantes aos da Covid 19.

No HLOB, ao chegar com sintomas respiratórios, o paciente passa por testagem para Covid, de acordo com o período dos sintomas, preconizado pelos órgãos estaduais e federais em saúde. Além disso, o paciente recebe todas as orientações com relação ao isolamento necessário, caso aguarde resultado de seu exame, como suspeito.

Casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave ou de surtos isolados, de acordo com protocolo preconizado pelo Governo do Estado de SP, têm amostras coletadas e enviadas ao Instituto Adolfo Lutz para análise.

É importante lembrar a todos que os protocolos sanitários como uso de máscaras, distanciamento e higienização das mãos, além de serem eficazes na prevenção à Covid-19, também previnem a transmissão de outras doenças virais, como a influenza.

 

Texto: Laura Oliveira

Foto: Reprodução/Internet