R. Dr. João Batista Lobato, 64 - Centro, Itapetininga - SP
(15) 3527-8199

Itapetininganos vão à manifestação a favor de Bolsonaro

 

Acontecem amanhã (07), Dia da Independência, as manifestações prós e contras ao governo federal, nas cidades de São Paulo e Brasília, que prometem ser os dois principais palcos dos movimentos.

De acordo com o barbeiro Fábio Carriel, um dos manifestantes, de Itapetininga sairão cinco ônibus, mais de uma van e diversos carros com manifestantes a favor do governo. O grupo sairá da Praça da Aparecida e se concentrará na Avenida Paulista, em São Paulo.

Na manhã dessa segunda-feira (06), o presidente Jair Bolsonaro convidou a população a ir às ruas em comemoração ao 199° aniversário da independência do Brasil. Em publicação nas redes sociais, ele destacou que a Constituição Federal garante o direito à manifestação.

No Estado de São Paulo, os grupos favoráveis ao presidente Jair Bolsonaro deverão se concentrar das 11h às 18h na região da Avenida Paulista, entre a Praça dos Ciclistas e a Avenida Brigadeiro Luís Antônio.

O ato do Grito dos Excluídos e os movimentos que vão protestar contra o governo ficarão no Vale do Anhangabaú, no centro da cidade, das 14h às 17h.

A Polícia Militar acompanhará as manifestações e realizará revistas pessoais no público dos atos. Será proibido o porte de armas de fogo, armas brancas, bastões, fogos de artifício, drones e outros itens que possam causar danos a outras pessoas.

Em razão da pandemia, não haverá o tradicional desfile de 7 de setembro, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. Uma cerimônia cívica de hasteamento da bandeira será realizada no Palácio da Alvorada, com a presença de autoridades. Ao final, a Esquadrilha da Fumaça fará uma apresentação nos céus da capital federal.

Após a solenidade, o presidente deve ir à Esplanada, onde está prevista manifestação de apoiadores. À tarde, Bolsonaro deve comparecer ao ato em São Paulo.

São esperados atos em outras dez capitais além de São Paulo e Brasília, e ainda mobilizações pequenas em outras cidades, segundo o porta-voz do “Nas Ruas”, movimento social brasileiro de direita, que tem por objetivo o combate a corrupção e impunidade.

Fonte: Agência Brasil

Foto: Reprodução/ Teófilo Negrão Duarte