R. Dr. João Batista Lobato, 64 - Centro, Itapetininga - SP
(15) 3527-8199

Policlínica é desativada e passa a ser ponto de vacinação contra Covid

Quase um ano e meio depois do início das atividades e graças à redução dos números da Covid no município, com consequente diminuição da demanda, a Policlínica passa agora, a partir da próxima segunda-feira (04), a ser o ponto centralizado no município para a vacinação contra a Covid-19. O horário da imunização também foi estendido, das 7 às 19 horas, pelo drive-thru e a pé, de acordo com a programação divulgada pela prefeitura.

Ao todo, 28.972 atendimentos médicos foram realizados na Policlínica. O pico do suporte médico foi registrado no mês de junho deste ano. Foram 3.984 atendimentos realizados, uma média de 132,8 ao dia.

A unidade também realizou, desde a sua criação, 30.807 mil testes para diagnóstico da doença, entre testes rápidos, RT-PCR e de antígeno. Foram 7.979 testagens feitas em 2020. Neste ano, com o aumento da demanda registrada no primeiro semestre, o número de testes realizados chegou a 22.828, um acréscimo de 286,10%.

O reflexo da queda dos números da doença na cidade pode ser observado pelo balanço dos boletins divulgados pela Prefeitura da última semana, entre os dias 20 e 24 de setembro. Itapetininga contabilizou 28 casos de Covid, uma média de 5,6 diagnósticos positivos ao dia. Foram registrados dois óbitos pela doença no mês de setembro, o menor número do ano. A cidade permaneceu por mais de 20 dias sem registrar mortes pela doença.

Com a desativação do serviço Covid na unidade, os pacientes com suspeita da Covid-19 devem procurar o atendimento na ala específica para sintomas respiratórios que permanece funcionando normalmente no Hospital Municipal “Dr. Léo Orsi Bernardes”.

 

Mais de 9.220 pessoas não voltaram para tomar a segunda dose

De acordo com a Prefeitura de Itapetininga, 9.228 pessoas não procuraram os postos de vacinação para tomar a segunda dose do imunizante:

Pfizer - 1.075

Astrazeneca - 3.767

Coronavac/Sinovac - 4.386

 

A Secretaria de Saúde de Itapetininga tem o controle das pessoas faltosas e realiza busca ativa via telefone, informando ao paciente que o mesmo deve procurar um dos pontos de vacinação para fazer a segunda dose. Dentre esses faltosos, existem: óbitos, pessoas que se recusaram a tomar a vacina e também alguns que mudaram de cidade. Mensalmente é realizado esse levantamento para buscar as pessoas que estão com a segunda dose em atraso.

A Vigilância Epidemiológica de Itapetininga informa que as pessoas que não tomaram a segunda dose da vacina contra a Covid-19 que fiquem atentas ao calendário que a prefeitura divulga oficialmente. Muita atenção no momento de verificar a data que recebeu a primeira dose.

Ainda de acordo com a Secretaria de Saúde, a busca ativa tem alcançado resultado positivo imediato de mais de 30% com as ligações aos faltosos.

A Vigilância orienta que as pessoas devem concluir o ciclo vacinal de acordo com as orientações e vacina divulgadas para seu público específico. Isto é fundamental para conter a pandemia e manter os números baixos relacionados ao contágio da Covid no município.

 

Fonte/Foto: Prefeitura de Itapetininga