R. Dr. João Batista Lobato, 64 - Centro, Itapetininga - SP
(15) 3527-8199

Profissionais de saúde estaduais, agentes penitenciários e policiais terão reajuste salarial de 20%

O Governo do Estado de São Paulo anunciou nesta quinta-feira (10) reajuste salarial de 20% para profissionais de saúde da rede pública do estado de São Paulo, agentes penitenciários e policiais.

Os estudos para a recomposição salarial de policiais e agentes penitenciários foram coordenados por técnicos da Secretaria de Orçamento e Gestão e a proposta será concedida dentro dos limites da Lei de Responsabilidade Fiscal.

 

O Estado aguardou a confirmação do superávit orçamentário consolidado de R$ 5,9 bilhões em 2021 para formalizar os reajustes. Em termos comparativos, no início de 2019, a atual gestão recebeu um orçamento com déficit de R$ 10,5 bilhões, além de 175 obras paradas.

 

Com o reajuste de 20%, o salário reajustado de um soldado PM de 2ª classe deve chegar a R$ 5,8 mil, incluindo benefícios. Para um tenente PM de 2ª classe, o novo valor será de R$ 10,3 mil, entre salário e benefícios.

 

Na Polícia Civil, um agente de 3ª classe passará a receber R$ 6,3 mil acumulados entre vencimento e benefícios, e um delegado de 2ª classe, R$ 16,2 mil por mês.

 

O aumento acumulado desde 2019 nos salários das polícias chega a 26%. Para efeito de comparação, entre 2015 e 2018 a Polícia Civil recebeu reajuste de 7,7%, além de outros 4% para a Polícia Militar.

 

O encaminhamento do projeto de lei para os reajustes do funcionalismo estadual à Assembleia Legislativa deve ser feito na próxima semana. A previsão é que o aumento salarial deve entrar em vigor a partir de março.

 

 

Auxiliares de saúde com carga horária de 30 horas, por exemplo, com os benefícios concedidos, como auxílio alimentação, insalubridade, vantagens/gratificações, abono e bônus, receberão R$ 2.638,17.

 

O salário de técnicos de enfermagem com carga horária de 30 horas irá de R$ 1.023,28 para R$ 1.227,94 e, com os benefícios, será de R$ 2.097,76. Já para médicos com carga horária de 20 horas, o reajuste será de R$ 5.571,41 para R$ 6.685,69. Com os benefícios, a categoria passará a receber R$ 8.953,54.

 

Entre 2015 e 2018, o reajuste para profissionais de saúde foi de 3,5%. Entre 2019 e 2022, foi de 20%.

 

O resumo com as informações anunciadas pelo Governo de São Paulo está disponível na página

https://issuu.com/governosp/docs/apresenta_o_sa_de_e_seguran_a.pptx

 

Valorização policial

 

O primeiro reajuste salarial para as forças de segurança do Estado foi anunciado em outubro de 2019, com um aumento de 5% na remuneração dos policiais, que passou a valer no primeiro dia de 2020.

 

Na época, também houve a equiparação do auxílio alimentação de todos os policiais estaduais, variando de acordo com a jornada de trabalho de cada profissional e com reajuste anual de acordo com a Ufesp (Unidade Fiscal do Estado de São Paulo).

 

O pagamento adicional por insalubridade foi outra iniciativa da atual administração estadual para valorizar as forças policiais. Com isso, os integrantes das três polícias passam a receber o valor a partir do início do exercício profissional.

 

Já o programa de bonificação por resultados foi ampliado e estendido no ano de 2020, passando a ser pago de maneira bimestral. Desde 2019, o Governo de São Paulo pagou mais de R$ 1 bilhão em bônus aos policiais.

 

Fonte: Governo do Estado de São Paulo

Foto: Reprodução/Internet